sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Destino

Célia Gil


(imagem do google)

Não questiones o destino,
ele só acontece
porque tem de acontecer.
Não o invadas na privacidade
dos seus domínios sagrados.
Não queiras desvendar os segredos
que lhe moram na alma.
Deixa-o acontecer.
Mesmo que o mundo inverta a sua rotação,
os rios não fluam em direção ao mar,
as horas parem em noite de preguiça,
a manhã não chegue a espreitar o horizonte,
a tua vida seja vendaval de emoções,
os sonhos te abandonem em desalento,
o amor seja uma miragem no infinito,
o carinho, um gato arisco e irado…
Ainda que a fé pareça ilusão num pedestal,
as pessoas tenham esquecido o que é humanidade,
o chão pareça fugir-te dos pés…
Não questiones o destino.
Esse é o percurso que nos permite
amadurecer, aprender, viver.
É a trajetória natural da vida,
com que o destino nos prepara,
nos sacode a inércia,
nos grita que somos capazes,
nos permite continuar a sonhar,
continuar a viver e a acreditar.
                                          Célia Gil

Célia Gil / Professora

É professora de português e professora bibliotecária. Gosta de ler e de escrever. Este é o seu espaço de partilha de alguns textos que escreve.

20 comentários:

  1. Amiga
    linda reflexão, tudo de bom neste dia.
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. oi Célia,

    é mesmo a caminhada permanente que nos ensina a viver melhor e amadurecer...
    lindo!!!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Lindo poema e não podemos tentar adivinhar o destino.Ele simplesmente acontece e nos mostra a "cara"...

    E, quanto à surpresa será quando? Ele vai adorar! Deves fotografar tudo,rs beijos,lindo fds!chica

    ResponderEliminar
  4. Não! Não questiono o destino, já tive a minha fase dos porquês(?
    Ah, com a maturidade e as experiências de vida aprendemos que "a vida é o que é" e não como gostaríamos que fosse...
    # Gostei: "'trajetória natural da Vida*** ...É isso aí!
    beiju/ bom dia!

    ResponderEliminar
  5. Oi Célia,
    Tem horas que não acredito em destino, em outras sou fatalista e acho que o que está escrito não pode ser mudado.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderEliminar
  6. Que lindo Célia e que verdadeiro.
    Quem se meter a mudar o destino com certeza vai perder muita coisa boa e outras nem tanto, mas que nos fará amadurecer e ser mais feliz.
    Adorei...beijinhos e tudo de bom sempre e muito obrigada por sua doce visita.

    ResponderEliminar
  7. Um texto para ler e reflectir.
    Muito bem escrito.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  8. Célia, outro texto lindíssimo. Quem assim é bafejada com o dom de escrever, deveria publicar.
    Já disse e repito!
    Beijo

    ResponderEliminar
  9. Sempre clássica e ao mesmo tempo suave...


    bjsMeus

    Catita

    ResponderEliminar
  10. (em off)

    Que linda familia e que lindo perfil...


    bjsMeus

    Cat

    ResponderEliminar
  11. Bom dia,Célia!Complicado isso de não discutir com o destino,pois ao mesmo tempo que nos cabe aceitar o que se apresenta,também não podemos nos deixar levar pelo comodismo e ficarmos a margem de nós mesmos entre uma coisa e outra a linha é muito tênue.
    Beijossss

    ResponderEliminar
  12. Oi Célia!
    Lindo o seu poema! Horas acredito nele, outras não. no fundo ele é indecifrável mesmo.
    beijinhos eum lindo fds!

    ResponderEliminar
  13. Poesia de mulher madura, como eu.
    Me identifiquei.
    Amei!

    ResponderEliminar
  14. Que bom que deu certo!Qual o nome dele? Felicidades!!beijos,chica

    ResponderEliminar
  15. Fico feliz em perceber que certas pessoas,
    como nós, têm a capacidade de reconstruir para recomeçar.
    Isso é sinal de garra e de luta, é saber viver, é tirar o
    melhor de todos os passageiros.
    Agradeço a Deus por você fazer parte da minha viagem,
    e por mais que nossos assentos não estejam lado a lado,
    com certeza,o vagão é o mesmo.
    Com saudades desejo um feliz Domingo,
    beijos na sua alma carinhosamente,Evanir.
    A Viagem..

    ResponderEliminar

  16. Olá Célia,

    Creio que não nos cumpre questionar os acontecimentos. O que ocorre em nossas vidas é com a permissão divina e, portanto, são experiências necessárias ao nosso crescimento e aprendizado. Aceitá-los, com esperança, é preciso, embora concorde que seja um exercício difícil.

    Lindo!

    Beijo.

    ResponderEliminar
  17. Olá minha querida Célia! Lindo o texto, que tenhamos uma semana maravilhosa!
    Mil beijos, saúde e sucesso sempre.
    laylafonseca.blogspot.com

    ResponderEliminar
  18. OI CÉLIA!
    TEU TEXTO É LINDO E ALÉM DE TUDO NOS LEVA AO QUESTIONAMENTO, CRER OU NÃO NO DESTINO?
    EU CREIO, ACHO QUE PARA TUDO EXISTE UM ELO PRÉ ENLAÇADO, AO QUAL APERTAMOS OS NÓS, OU DEIXAMOS QUE ELES SE DESFAÇAM, É AÍ QUE ENTRA NOSSA LIVRE VONTADE.
    ABRÇS

    zilanicelia.blogspot.com.br/
    Click AQUI

    ResponderEliminar

Coprights @ 2017, Histórias Soltas Presas Dentro de Mim Designed By Templatein | Histórias Soltas Presas Dentro de Mim